Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Durante as eras glaciárias grandes massas de gelo continental revestiram a maior parte das longínquas terras nórdicas. Alastrando lentamente para sul, abriram inúmeras bacias, nas quais depositaram detritos que formaram diques naturais. Atualmente, estas depressões, ligadas por uma intrincada rede de rios lentos e outras correntes de água, estão ocupadas por lagos e lagoas.

Lago_ranco.jpg

Rios e águas paradas são uma variante agradável nas extensas florestas nórdicas. Ao longo das suas margens, crescem faixas de resistentes amieiros, vidoeiros, salgueiros e outras espécies folhosas arbustivas juntamente com várias herbáceas. Estas plantas representam a mais importante fonte de alimento para castores, alces e muitos outros herbívoros.

 

Nestas zonas, vivem também animais como a marta e a lontra juntamente com mergulhões e outras aves aquáticas que todas as primaveras migram para norte para nidificar.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D