Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Em todo o reino vegetal apenas as plantas portadoras de sementes produzem pólen. A polinização é o processo de transferência destas minúsculas unidades reprodutoras masculinas das partes que as produzem para as estruturas femininas da planta.

abelhas.jpg

Esta transferência realiza-se de várias maneiras. Relativamente às coníferas e a muitas outras espermatófitas, é o vento que executa essa tarefa. Algumas espermatófitas são polinizadas através de gotas de chuva. A maioria, porém, é polinizada por insetos e outros animais.

 

No caso de plantas produtoras de sementes, à polinização deve seguir-se a fecundação das oosferas. O pólen das coníferas adere diretamente aos óvulos, que contêm as oosferas e estão expostos em jovens cones femininos. Noutras espermatófitas, os óvulos encontram-se encerrados no pistilo.

 

Quando um grão de pólen cai num estigma, desenvolve-se um tubo polínico que desce pelo estilete até chegar ao óvulo, onde liberta um gâmeta masculino que fecunda uma oosfera, acabando o óvulo por amadurecer, transformando-se numa semente.

 

Qual o aspecto do pólen?

 

Geralmente amarelo ou laranja, o pólen parece todo igual a olho nu. Observados, porém, ao microscópio, os minúsculos grânulos de pó revelam uma extraordinária diversidade de formas, cada uma das quais exclusiva de uma determinada espécie de espermatófita.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D