Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Instrumento náutico que a bordo indicava constantemente o Norte, habilitando o navegante a guiar o navio na direção desejada e determinar azimutes e pontos terrestres ou celestes. Apesar de ter sido inventada pelos chineses e levada para a Europa pelos árabes, a agulha de marear constituiu o mais importante avanço aplicado à navegação nos inícios do século XIV.

product_image_42622.jpeg

Foi em Amalfi, próximo de Salerno, atual Itália, que Flávio Gioia criou a agulha de marear. Era constituída por uma rosa-dos-ventos, dividida em 32 rumos, em geral inscrita numa carta. Cada um dos rumos, denominados quarta, correspondiam a 11º 15'.

 

Na parte inferior da carta, onde se encontrava inscrita a rosa-dos-ventos, montava-se um par de ferros magnetizados. O conjunto assim constituído dispunha de um encaixe no centro, denominado capitel, situado sobre um pião, o que permitia à rosa-dos-ventos girar livremente no plano horizontal.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D