Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cosmos Azul

Cosmos Azul

O fim da civilização micénica

Invasões ou cataclismo misterioso? Em 1200 a.C., a brilhante civilização micénica mergulha numa obscuridade profunda, enquanto os Egípcios e os Hititas entram em decadência.

 

guerra-mundial-zero-dominio-publico-wikipedia.jpg

 

Entre 1200 e 1100 antes da nossa era, conforme testemunha a arqueologia, as poderosas fortalezas micénicas são subitamente destruídas. Além das cidades gregas como Micenas, Tirinto, Pilo e Corinto, outras, como Cnossos, em Creta, e Tróia, na Ásia Menor, desaparecem igualmente.

 

A escrita linear de Micenas deixa de ser utilizada. Decorrerão três séculos antes que a Grécia arcaica entre novamente na história.

 

Coisa estranha, nenhum texto, nenhum documento faz alusão a um cataclismo ou a uma invasão. Só os textos egípcios evocam a irrupção dos Povos do Mar, que provocam a decadência do Império Novo, enquanto os poemas homéricos, redigidos quatro séculos mais tarde, guardam a recordação de um período agitado.