Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Aves, abelhas, texugos, minhocas, tartarugas, sapos – uma multidão de animais de todas as espécies aprendeu a explorar o habitat oculto no interior do solo.

587_texugo-03.jpg

Alguns, como as toupeiras, passam virtualmente toda a vida na escuridão perpétua deste mundo subterrâneo. Outros usam galerias apenas como refúgios temporários para si próprios ou para as suas crias.

 

Algumas espécies de abelhas e vespas, por exemplo, desovam em cavidades que abasteceram de alimentos para as larvas em desenvolvimento, mas não as usam para si.

 

Mas os habitantes mais numerosos do solo são as enormes multidões de organismos vivos de dimensões demasiado reduzidas para serem vistos sem ampliação. Uma única mão-cheia de solo pode conter muitos milhões de protozoários, ácaros diminutos e minúsculos nemátodes.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D