Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cosmos Azul

Cosmos Azul

Como se formam as grutas

Na sua maioria, as grandes grutas do mundo foram esculpidas pela ação da água que se infiltra e circula lentamente nas rochas calcárias. Tipicamente localizadas em maciços calcários, muitas grutas são sistemas complexos de galerias, por vezes com dezenas de quilómetros de extensão, que, em alguns casos, se localizam a centenas de metros abaixo da superfície da terra.

 

800.jpeg

 

A água da chuva que se infiltra através do solo contém dióxido de carbono que forma uma solução fraca de ácido carbónico. Esta água acidulada percorre as diaclases e fraturas naturais, que formam redes por vezes densas nas formações calcárias, e corrói a rocha, pois dissolve os minerais que a constituem. Com o tempo, mesmo as fendas diminutas podem transformar-se em túneis. Em alguns locais, as rochas sem apoio podem também aluir.

 

Quando o nível da água que circula no maciço calcário eventualmente baixa, ficam enormes grutas e galerias cheias de ar. No entanto, a água, carregada de sais minerais, continua a infiltrar-se e circula em cursos de água subterrâneos que talham mais profundamente os pavimentos das grutas.