Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




María Moliner dedicou toda a sua vida a trabalhar com palavras e tornar seu poder acessível a todos. Nascida em Paniza (província de Saragoça) em 30 de março de 1900, a bibliotecária, filóloga e lexicógrafa espanhola trabalhou sozinha para criar um novo tipo de livro de referência, que foi saudado como "o mais completo, mais útil, mais preciso e o mais engraçado dicionário da língua espanhola", segundo o escritor Gabriel García Márquez.

1543393588_084694_1543393671_noticia_normal.jpg

Moliner começou a trabalhar como bibliotecária aos 22 anos e foi eleita chefe da biblioteca da Universidade de Valência em 1936. Ela teve um interesse especial no projeto de bibliotecas populares, desenvolvendo um plano para Bibliotecas Rurais para ajudar a promover a alfabetização e cultura. Após a Guerra Civil Espanhola, sua família foi penalizada pelo novo governo autoritário, fazendo com que ela fosse preterida em promoções do corpo docente.

 

María Moliner começou a compilar o seu Diccionario de Uso del Espanol em 1952, trabalhando em casa antes e depois do dia de trabalho. Mãe de quatro filhos e avó, ela possuía poderes extraordinários de concentração. Moliner pesquisava palavras lidas em jornais ou que ouvia na rua, visando superar o dicionário publicado pela Real Academia Espanhola. "O dicionário da Academia é o dicionário da autoridade", disse ela certa vez. "O meu não teve muita consideração pela autoridade."

 

Em vez de uma organização alfabética, o dicionário de Moliner foi agrupado em famílias de palavras, oferecendo não apenas definições detalhadas, mas também sinónimos e orientações sobre o seu uso. Quando ela começou o projeto, estimou que levaria dois anos a completar a tarefa, mas a primeira edição do dicionário de dois volumes não foi publicada até 1966 – um total de 15 anos depois!

 

Sua vida inspirou um drama de teatro, O Dicionário, bem como um documentário, Tendendo Palavras. No entanto, o próprio dicionário, por vezes referido como "O María Moliner", é amplamente considerado seu maior legado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hubert de Burgh

29.03.19

Hubert de Burgh (1175-1243) foi um político britânico, descendente de um meio-irmão de Guilherme, o Conquistador. Com a morte de João Sem-Terra (1216), derrotou os invasores franceses na Batalha de Dover. Foi regente com Henrique III.

Autoria e outros dados (tags, etc)

São Bruno

29.03.19

São Bruno (925-965) foi um prelado e estadista alemão, educado em Utrecht. Irmão de Otão, o Grande, da Alemanha, foi nomeado chanceler imperial, em 940, e, em 953, arcebispo de Colónia e duque da Lorena.

 

Promoveu o renascimento do saber e da cultura, fundou o Mosteiro de São Pantaleão de Colónia. Atribui-se-lhe um comentário sobre Moisés e várias hagiografias. É festejado a 11 de outubro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frei António Brandão (1584-1637) foi um historiador português que nasceu em Alcobaça. Oriundo da pequena nobreza rural, tomou ordens no Convento de Cister. Seguiu para Coimbra onde se doutorou em Filosofia e Teologia, sendo depois nomeado geral de toda a Congregação de Cister (1636).

md10471477007.jpg

Cronista-mor do reino desde 1630, procedeu a demoradas e cuidadosas investigações nos arquivos para continuar a publicação da Monarquia Lusitana, iniciada por frei Bernardo de Brito, publicando a terceira e quarta partes (1632) que abrangem a história portuguesa desde o Conde D. Henrique até ao reinado de D. Afonso III.

 

As edições modernas de Artur de Magalhães Basto, em quatro volumes, são os textos de maior confiança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nome adotado por uma equipa de grandes matemáticos franceses. Em permanente renovação (os seus membros renovam-se à medida que alcançam os cinquenta anos), de modo a dar entrada a jovens cérebros, propuseram-se unificar a matemática, partindo de bases modernas e sólidas para a sua fundamentação e didática.

 

Desde 1930 que o grupo vem publicando uma obra, Eléments de Mathématique, que se pode classificar de transcendental na história do pensamento abstrato.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 1/10



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D