Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Paul de Gondi (1614-1679), cardeal de Retz, foi coagido por seu pai a ordenar-se sacerdote. Durante o período da Fronda, as suas «Memórias», que são ao mesmo tempo um auto-retrato e uma narrativa dos acontecimentos de que foi testemunha, embora nem sempre imparcial. Todavia, pinta um admirável quadro da sua época com vivo interesse, principalmente quando nos descreve os retratos das personagens com quem contactou.

pierre-mignard-the-elder-portrait-(jean-françois-

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria de Rabutin-Chantal (1626-1696), marquesa de Sévigné, tornou o seu nome imortal, graças às missivas que escreveu a sua filha, Madame de Grignan. Esta correspondência é preciosa como meio de conhecimento da época e dos costumes do reinado de Luís XIV.

Portrait_anonyme_de_Madame_de_Sévigné_vers_1670.

Mulher de requintado espírito, mãe sentimental e afetuosa, observadora de uma sociedade de fausto e de opulência, juízo crítico de apurado equilíbrio em relação aos grandes do seu tempo, tudo isto sintetiza um talento feminino de portentosa imaginação e um sentido do descritivo do mundo interior e exterior que a rodeiam e se integram nas admiráveis «Cartas» que nos legou.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D