Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pouco tempo depois de ascender ao trono do Egito e seguindo o exemplo dos seus predecessores do Império Novo, o faraó Seti I (1290-1279 a.C.) ordenou o início da construção do seu túmulo no Vale dos Reis.

14315146365010.jpg

Filho de Ramsés I, o fundador da XIX dinastia, o novo soberano quis que a sua última morada fosse esplêndida, tanto no que se referia às suas dimensões como à qualidade e riqueza dos murais que decorariam o seu sepulcro.

 

O resultado esteve à altura das suas ambições: quando a 16 de outubro de 1817 o túmulo (catalogado como KV17) foi descoberto pelo aventureiro italiano Giovanni Battista Belzoni, todos ficaram boquiabertos perante a beleza e magnitude do conjunto que foi considerado como "a Capela Sistina da arte egípcia". Lamentavelmente, o enxoval funerário já fora saqueado.

 

Atualmente, o túmulo de Seti I está fechado ao público: o precário estado de conservação (após um desmoronamento parcial) justificou esta drástica medida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ramsés III tomou como esposa principal uma mulher de origem estrangeira chamada Ísis-merenaset, e casou também com uma segunda dama escolhida entre as mulheres que viviam no harém real, uma egípcia de nome Tié.

RamsesIIIandHathor.jpg

Esta última fê-lo sofrer um dos piores episódios da sua vida, pois foi responsável, nos últimos dias do soberano, por engendrar uma traição no seu próprio harém. Não se sabe se a morte do faraó foi consequência desta conspiração.

 

Destas duas mulheres, Ramsés III teve dez filhos, dois com Ísis e oito com Tié. Finalmente, o seu sucessor foi o maior dos descendentes concebidos pela sua principal esposa e que sobreviveram ao rei: Ramsés IV.

 

Todos os filhos de Ramsés III foram enterrados em magníficos túmulos profusamente decorados na necrópole do Vale das Rainhas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O avançado do Sporting Bas Dost poderá estar a caminho do Benfica caso Bruno de Carvalho não se demita. O holandês está a estudar a hipótese de rescisão de contrato e o clube da Luz está atento. O Benfica pretender substituir Jonas por um jogador mais novo e Bas Dost preenche os requisitos.

basdost6.jpg

Esta transferência, no entanto, poderá não se realizar devido ao medo que Bas Dost tem de represálias por parte de alguns criminosos da Juve Leo, caso ingresse no rival de Lisboa. Para além de Bas Dost, o Benfica está interessado em Bruno Fernandes e em Rafael Leão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois de Jaime Marta Soares ter sido insultado por cerca de vinte adeptos sem a 4ª classe, após a reunião em Alvalade em que Bruno de Carvalho não se demitiu, o presidente vitalício do Sporting está a preparar três sessões de esclarecimento aos sócios por terras de Viriato. O objetivo é cimentar o seu poder através da demagogia.

20055740_Q5t1r.jpeg

Bruno de Carvalho já anunciou que não se demite do cargo de presidente do Sporting e todos sabemos que ele não vai largar de forma alguma o tacho, devido, segundo o mesmo, aos "superiores interesses" do clube de Alvalade. Os próximos meses serão bastante agitados no reino do leão, com brunistas pagos já preparados para aumentar ainda mais a confusão. Os comícios de Bruno prometem ser um exemplo de demagogia para os políticos aprenderem como se faz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na origem da guerra de Tróia, diz a lenda, há uma mulher: a loura Helena, que foi raptada pelo troiano Páris.

e809c40ef0690644be7bc0922e4dcece.jpg

Éris, deusa da discórdia, furiosa por não ter sido convidada para as bodas de Tétis e de Peleu, atira para o meio do banquete divino uma maçã que tem a inscrição: «para a mais bela». Foi bem o pomo da discórdia, pois Afrodite, Atena e Hera disputam-na.

 

Para resolver o diferendo, Zeus faz apelo a um jovem pastor, Páris, segundo filho do rei de Tróia. Desejosas de ganhar o concurso, as deusas rivalizam em promessas: Hera promete-lhe o império da Ásia, Atena, a glória dos guerreiros, Afrodite, o amor da mais bela das mulheres. Páris dá a maçã a Afrodite.

 

A mais bela das mulheres era Helena, filha de Leda. Sabendo que a sua beleza seria causa de discórdias, o pai obrigara todos os pretendentes, ou seja, todos os príncipes gregos, a prometerem que, fosse qual fosse a escolha da jovem, prestariam sempre ajuda ao eleito. E Helena tinha escolhido Menelau, rei de Esparta.

 

É por isso que, quando Páris chega a Esparta e rapta Helena, os Gregos organizam a expedição que haveria de terminar com a queda de Tróia.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 1/6



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D