Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A partir de 3000 a.C., desenvolve-se em França a cultura chassense, assim chamada devido às primeiras descobertas feitas em Chassey, no Saône-et-Loire. Uma estátua encontrada em Capdenac-le-Haut, no Lot, pertence a esta cultura.

pech-merle-boutique-et-musee-10-2.jpg

Trata-se de uma mulher grosseiramente esculpida, cuja cabeça mal se destaca de um corpo maciço, quase esférico, sem braços nem pernas. Em relevo, seios redondos e mãos enormes, pousadas sobre o ventre.

 

Trata-se sem dúvida de uma deusa-mãe, garante da fertilidade do solo e da prosperidade.

 

A única estatueta comparável foi encontrada na antiga Jugoslávia, em Lepenski Vir, mas existem numerosas outras deusas da fecundidade. Algumas são por vezes representadas sentadas, dando à luz uma criança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

As três primeiras dinastias de faraós, que são mais míticas do que históricas, fundaram o Egito. A conquista do Baixo Egito foi longa, e houve que esperar pelas guerras do faraó Den contra os povos orientais do delta, entre 2990 e 2930 a.C., para completá-la.

Salle_de_RamsesII.jpg

Símbolo deste domínio, Mênfis, cidade fundada, segundo a lenda, pelo rei Menés e chamada o Muro Branco até à 6ª dinastia, é a capital do Antigo Egito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em 5000 a.C., o norte do Egito estava completamente coberto pelas águas. Foram o mar e o rio que construíram o delta, a zona mais fértil do país.

Egito-Delta-do-Nilo-Proba-V-maio-2014.jpg

Com efeito, o nível do mar, que tinha variado com frequência, era mais alto do que hoje, e foi só depois de 3500 a.C. que começou a descer; as águas só atingiram o seu nível atual 600 anos mais tarde, enquanto o rio acumulava lentamente os seus sedimentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perto de Pequim, em Chu-ku-tien, os arcantropianos estão muito organizados. Chamados «sinantropos» pelos paleontólogos, estes hominídeos mostram-se muito superiores aos australopitecos.

hprehist12.jpg

Os depósitos deixados pelos seus grupos, e que chegam a atingir 50 metros de altura, provam que sabiam, se não acender, pelo menos aproveitar e manter o fogo, e cozinhar os seus alimentos.

 

O sinantropo utiliza os primeiros utensílios «trabalhados», de osso, estalado ao fogo e em seguida martelado.

 

Talvez pense no além: nenhum esqueleto foi encontrado intacto e os ossos do crânio foram objeto de estranhas manipulações, rituais ou não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para conseguirem sem risco uma caça abundante, os Solutrenses, instalados na Borgonha (França) por volta de 15 000 a.C., obrigam as manadas de cavalos selvagens a seguir um itinerário cuidadosamente preparado. Perseguem os animais até à beira de uma falésia abrupta, ao fundo da qual descem depois para recolher as carcaças que os alimentarão.

SOLUTRÉ.JPG

Mas será verdadeiramente esta a explicação para o «cemitério» de cavalos encontrado na base da célebre «rocha» de Solutré? O facto de as carcaças estarem intactas prova talvez que os cavalos, assustados por um incêndio, se precipitaram no abismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D