Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Na charneira entre o Paleolítico Superior e o Neolítico, por volta de 8000 a.C., os utensílios de pedra são cada vez mais sofisticados. As diferentes escavações feitas puseram a descoberto pontas de flechas e de lanças.

pr-histria-a-origem-8-638.jpg

Estes micrólitos testemunham a extrema habilidade dos talhadores de pedra, que são talvez já artesãos especializados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por volta de 13 000 a.C., os utensílios não cessam de se aperfeiçoar e uma verdadeira «civilização da rena» floresce nas margens do Dordonha, na atual França.

e27f1f12d1ac074c135616ce01a7ce30.jpg

No lugar chamado La Madeleine, os homens do Madalenense fabricam com a pele destes animais casas e embarcações. Com os ossos, fazem arpões e agulhas para coser as peles, e os nervos servem de linha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escritor, Afonso Lopes Vieira nasceu na freguesia de Cortes, no concelho de Leiria, a 26 de janeiro de 1878.

207.jpg

Era sobrinho-neto do poeta António Xavier Rodrigues Cordeiro. Formado em Direito (1900) pela Universidade de Coimbra, viajou pela Europa, de onde voltou empenhado em europeizar Portugal.

 

A partir de 1938, e até ao fim da vida, presidiu à Assembleia Geral da Casa do Distrito de Leiria. "Bom português e mau poeta", como se definiu, a tradição histórica, popular e literária portuguesa constitui a temática dos seus trabalhos.

 

Algumas obras: Auto da Sebenta (1899), Rosas Bravas (1911), Éclogas de Agora (1935) e Onde a Terra Acaba e o Mar Começa (1940).

 

Realizou o filme mudo O Afilhado de Santo António (1928) e escreveu os diálogos de Inês de Castro (1945) e Camões (1946). Faleceu em Lisboa, em 1946.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A freguesia de Cortes, no concelho de Leiria, está muito ligada à vida do pai de Mário Soares, o professor João Soares. Daí ter sido escolhida pela família Soares para fundar a Casa-Museu da Fundação Mário Soares.

Casa_Museu_João_Soares.JPG

O edifício alberga espaços destinados a exposições temporárias, das ofertas recebidas por Mário Soares durante a sua vida pública, uma exposição permanente, com meios audiovisuais que apresentam, sucintamente, o século XX português e uma sala polivalente para iniciativas culturais.

 

No jardim, da autoria do arquiteto Gonçalo Ribeiro Teles, estão expostos um painel de azulejos, denominado O Cristo dos Pescadores, um busto de João Soares e o automóvel em que Mário Soares percorreu o país, após o 25 de Abril de 1974, em campanhas eleitorais.

Autoria e outros dados (tags, etc)



calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D