Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As raízes de algumas plantas atingem profundidades extraordinárias. A raiz aprumada de uma nogueira americana ou de um carvalho já velhos e de porte elevado pode atingir profundidades de 30 metros.

as-raizes-permitem-fixacao-no-substrato-bem-como-a

As raízes da árvore do género Prosopis, nativa das regiões áridas do Sudoeste Americano, podem estender-se até 15 metros ou mais sob o solo. As raízes da luzerna crescem geralmente 3 a 4,5 metros sob a superfície e podem atingir profundidades superiores a 9 metros.

 

Numerosas plantas, incluindo algumas árvores de porte considerável, possuem sistemas radiculares pouco profundos e que alastram por vastas áreas. As raízes das tsugas e da maior parte dos bordos não mergulham no solo a mais de 60 centímetros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

As 2200 espécies vegetais pertencentes à família das Solanáceas apresentam dimensões que variam desde as de pequenas e delicadas flores silvestres às de arbustos lenhosos; algumas atingiram mesmo o porte de pequenas árvores. Umas são extremamente venenosas; outras são valiosas plantas alimentícias.

verduras-solanáceas.jpg

Diversas como são, todas estas plantas apresentam flores de cinco pétalas com corolas rodadas ou tubulares, com algumas características técnicas adicionais que determinam a sua integração sistemática na mesma família.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma árvore cresce em altura e em largura à medida que novas camadas de células novas se sobrepõem às antigas. Um ramo que cresça de um tronco 1 ou 1,5 metros acima do solo manter-se-á a essa altura: não alterará a sua posição relativamente ao solo.

7y02y8cvkui4lve9gufjizxwi.jpg

De modo semelhante, um prego espetado num tronco manter-se-á precisamente à mesma altura. À medida que aumenta de diâmetro, porém, a árvore pode crescer em torno do prego, e ao longo de um período de vários anos este pode ficar completamente incrustado no tronco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em todo o reino vegetal apenas as plantas portadoras de sementes produzem pólen. A polinização é o processo de transferência destas minúsculas unidades reprodutoras masculinas das partes que as produzem para as estruturas femininas da planta.

abelhas.jpg

Esta transferência realiza-se de várias maneiras. Relativamente às coníferas e a muitas outras espermatófitas, é o vento que executa essa tarefa. Algumas espermatófitas são polinizadas através de gotas de chuva. A maioria, porém, é polinizada por insetos e outros animais.

 

No caso de plantas produtoras de sementes, à polinização deve seguir-se a fecundação das oosferas. O pólen das coníferas adere diretamente aos óvulos, que contêm as oosferas e estão expostos em jovens cones femininos. Noutras espermatófitas, os óvulos encontram-se encerrados no pistilo.

 

Quando um grão de pólen cai num estigma, desenvolve-se um tubo polínico que desce pelo estilete até chegar ao óvulo, onde liberta um gâmeta masculino que fecunda uma oosfera, acabando o óvulo por amadurecer, transformando-se numa semente.

 

Qual o aspecto do pólen?

 

Geralmente amarelo ou laranja, o pólen parece todo igual a olho nu. Observados, porém, ao microscópio, os minúsculos grânulos de pó revelam uma extraordinária diversidade de formas, cada uma das quais exclusiva de uma determinada espécie de espermatófita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aves, abelhas, texugos, minhocas, tartarugas, sapos – uma multidão de animais de todas as espécies aprendeu a explorar o habitat oculto no interior do solo.

587_texugo-03.jpg

Alguns, como as toupeiras, passam virtualmente toda a vida na escuridão perpétua deste mundo subterrâneo. Outros usam galerias apenas como refúgios temporários para si próprios ou para as suas crias.

 

Algumas espécies de abelhas e vespas, por exemplo, desovam em cavidades que abasteceram de alimentos para as larvas em desenvolvimento, mas não as usam para si.

 

Mas os habitantes mais numerosos do solo são as enormes multidões de organismos vivos de dimensões demasiado reduzidas para serem vistos sem ampliação. Uma única mão-cheia de solo pode conter muitos milhões de protozoários, ácaros diminutos e minúsculos nemátodes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D